Total de visualizações de página

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Na volta de Vica, ASA se reencontra com a vitória após longo jejum

Alvinegro vence o Treze por 3x0 e troca de posição com representante paraibano no grupo A da Série C 2014
Gazetaweb - texto de Francisco Cardoso
Enfim a vitória veio. Após um longo jejum, que começou no dia 1º de junho - portanto ainda antes da Copa do Mundo -, o ASA aplicou 3x0 no Treze, esta tarde, no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, e avança duas posições na tabela ao pular de oitavo para sexto lugar no grupo A do Campeonato Brasileiro da Série C, com 12 pontos. Além disso, o alvinegro alagoano não apenas supera o Galo da Borborema como se afasta da zona do rebaixamento. Já o representante paraibano cai sexta para a oitava posição, com 10 pontos.

A partida marcou a estreia do treinador Vica – o terceiro do ASA neste Campeonato Brasileiro, que retorna ao clube após passagem vitoriosa em 2009 e que durou três anos. Os gols da partida foram assinalados por Thallyson e Alex Henrique, no 1º tempo, fechando o placar Wanderson no 2º tempo.

O ASA segue jogando em casa, quando no próximo domingo, às 19h, enfrenta o Paysandu. Na mesma data (24/8), o Treze vai receber a visita do Cuiabá, porém mais cedo: às 17h. A 11ª rodada vai ser encerrada às 21h30 desta segunda-feira, com a partida Paysandu x CRB em Castanhal (PA).

ASA começa vencendo em 1º tempo movimentado

Para os 3.170 torcedores que compareceram ao estádio, a partida começou com o ASA abrindo o placar, aos 5 minutos, através de cobrança de falta que o meia Didira rolou para o lateral-esquerda Thallyson soltar a bomba e vencer o goleiro Gilson.

Este lance serviu para dar moral ao time arapiraquense, que começou nervoso, pela cobrança de longo período sem vencer e errando na saída de bola.

O ASA ampliaria aos 35 minutos. Mas antes disso o Treze equilibrou as ações ao ponto de ter dois grandes momentos para empatar. Em um deles – o segundo -, o lateral-esquerdo Fernandes finalizou para defesa parcial do goleiro Pedro Henrique com os pés. Na sequência, atacante Bruno Aquino, que minutos antes já havia uma boa oportunidade, concluiu agora para firme defesa do arqueiro do ASA. E foi neste momento, em que o Treze crescia de produção, que o Fantasma de Alagoas ampliou com o atacante Alex Henrique, ao concluir passe do também atacante Wanderson. Antes do intervalo, Alex Henrique retribuiu passe, mas Wanderson, aos 45 minutos, não alcançou e a bola se perdeu pela linha de fundo.

2º tempo cai de produção e tem até lesão do árbitro central

O 2º tempo não foi movimentado como o 1º. Isso se deve a algumas paralisações em consequência de contusões, incluindo a do árbitro Antônio Rogério Batista do Prado, que apesar disso foi até o fim do jogo, dando sete minutos de acréscimos.

Visando a reação de sua equipe, o treinador Givanildo Oliveira, no intervalo, promoveu duas substituições, mas que não deram resultado. Daí é primeiro bom momento da etapa complementar veio aos 24 minutos, em conclusão de Wanderson para o goleiro Gilson dar um tapa para escanteio. No minuto seguindo veio o gol que definiria o placar. O atacante do ASA recebeu passe em profundidade do meia Didira e deu nova arrancada, sendo seguido pelo armador Leanderson, mas agora tocou com perfeição ante a saída do arqueiro do Treze já na grande área.

O ASA esteve para fazer o quarto gol com o meia Didira, que desperdiçou duas grandes oportunidades – uma logo após o terceiro gol e a outra já nos acréscimos. Já o Treze, além de voltar a perder, ainda terminou a partida com dez homens em campo por conta da expulsão do armador Leandrinho quando o árbitro já estava prestes a dar o apito final.

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Copa do Brasil: Santa Rita empata (1x1) com Santa Cruz e vai às oitavas

Time alagoano pode agora enfrentar um dos times brasileiros eliminados na Copa Libertadores. Sorteio sai na próxima segunda-feira
Gazetaweb - texto de Francisco Cardoso

O time do Santa Rita enfrentou esta noite o Santa Cruz no Estádio do Arruda, em partida válida pela terceira fase da Copa do Brasil e ficou no empate por 1x1. Como havia ganho na semana passada por 3x2, no Estádio Rei Pelé, a equipe de Boca da Mata, no placar agregado, venceu o tricolor pernambucano por 4x3.

A partida foi transferida para esta quinta-feira por causa do falecimento do candidato à presidente da República, Eduardo Campos, ontem (quarta-feira). O político Eduardo Campos era pernambucano.

Os gols da partida foram assinalados por Rafael Silva (Santa Rita), no primeiro tempo, e por Betinho (Santa Cruz), no segundo tempo.

Agora, próximo adversário pode ser uma das equipes que participaram da Copa Libertadores. Segundo o site da CBF, o sorteio será às 11h da próxima segunda-feira. Na mesma data, as 14 horas, serão definidos também os mandantes dos primeiros jogos.

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Mistério na escalação: CRB treina mais uma vez com portões fechados

Nomes de Clebinho e Jeferson Maranhão são especulados para começar clássico diante do ASA
Hotton Machado*
Mistério no CRB para o clássico diante do ASA. Adotando os treinos com portões fechados desde o começo da semana, o comandante alvirrubro, Ademir Fonseca, promoveu mais uma preparação, na tarde desta quinta-feira (07), sem a presença de torcedores e imprensa no Estádio Nelson Peixoto Feijó. E para o dérbi da próxima segunda, os nomes de Clebinho e Jeferson Maranhão são especulados para começar a partida.

O clima de segredo quanto à formação do CRB para o clássico e às jogadas trabalhadas visando surpreender o adversário tem o aval dos jogadores, que, de acordo com o zagueiro Gabriel, pode ajudar para que a equipe “vença, cresça no campeonato e possa voltar ao nosso G-4”.

“Treinar com portões fechado não é questão de se sentir mais a vontade, é para trabalhar outros aspectos. O adversário é nosso vizinho, tem sempre alguém olhando os treinamentos, observando as informações importantes, tenho certeza que do lado de lá eles estão fazendo da mesma forma, usando o mesmo sistema”, pontuou.

Para o atacante Jeferson Maranhão, o mistério no esquema tático cria um clima de apreensão para quem está fora do clube, mas que serve para dar mais tranquilidade ao grupo e que, para um clássico, o ambiente no time durante a semana tem que estar ideal. O próprio Maranhão pode ser uma das surpresas para a partida e, perguntado se atuaria como titular na segunda, o jogador foi evasivo, declarando à Rádio Gazeta que “só Ademir Fonseca sabe, e tem que ser sigiloso, responder desse jeito”.

“Clássicos são decididos em detalhes e eu estou pronto, focado. A decisão é do Ademir e vai ser bem-vinda pro grupo, que seja eu, Clementino, Magrão ou quem for no ataque, que o professor possa fazer as melhores escolhas e o grupo assumir o compromisso de defender o CRB”, completou.

Outra novidade que pode surgir na escalação dos onze que iniciam a partida é o meia Clebinho. Recuperando de fratura sofrida no nariz, o jogador ficou apenas no banco diante do Cuiabá e não entrou no decorrer da partida. Nesta semana, Clebinho treinou normalmente, aparentemente recuperado das dores na face.

Os jogadores do CRB retornam somente na tarde desta sexta-feira (08) para mais um trabalho técnico e tático. E o clima de mistério continuará, o grupo regatiano segue com a preparação com portões fechados.

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Santa Rita realiza treino no Rei Pelé

Santa Rita realiza treino no Rei Pelé visando confronto contra o Santa Cruz, pela Copa do Brasil.

Leão da Mata conhece o "novo Rei Pelé" e treina forte em busca de entrosamento para confronto contra pernambucanos na terceira fase da competição nacional

Por MinutoEsportes com Eduardo Vieira
Em preparação para o confronto contra o Santa Cruz, pela terceira fase da Copa do Brasil, na próxima quarta-feira (06), às 22h, o Santa Rita realizou, na tarde desta segunda (03), um treino de reconhecimento no Estádio Rei Pelé, em Maceió. O trabalho serviu para que os jogadores conhecessem as novas dependências e o novo gramado do estádio, que sofreu modificações após a passagem da seleção de Gana durante a Copa do Mundo.
Durante o treino, o técnico Eduardo Neto trabalhou o posicionamento tático da equipe titular no chamado treino fantasma, com apenas um time em campo. Além disso, o treinador realizou um trabalho coletivo em campo reduzido e em ritmo forte, objetivando melhorar o entrosamento do time, que passou por uma reformulação após a segunda fase da Copa do Brasil.
A equipe base foi formada por: Jeferson; Edir, Selmo Lima, Júnior Carvalho e Jeanderson; Adriano Lobinho, Cristiano, Tinga e Wagner Libano; Rafael Silva e Reinaldo Alagoano.
A única baixa do treinamento foi o atacante Júnior Amorim, que se recupera de uma lesão na panturrilha e foi poupado, mas estará à disposição para o duelo contra os pernambucanos.
Por conta da paralisação no futebol brasileiro para a Copa do Mundo, o Santa Rita passou mais de três meses sem disputar uma partida oficial. Durante esse período de inatividade, o time jogou apenas dois amistosos, sendo o primeiro contra o Sete de Setembro, de Garanhuns, quando o Leão derrotou a equipe pernambucana, por 2 a 0, e outro diante do Coruripe, em Boca da Mata, quando venceu por 2 a 1.
Na Copa do Brasil, o time da zona da mata eliminou Guarani-SP e Potiguar de Mossoró-RN, e agora enfrenta o Santa Cruz, que passou por Lagarto-SE e Botafogo-PB.

sábado, 2 de agosto de 2014

Sob rumores de demissão, Daniel Alves curte balada com Paris Hilton

Jogador é mais um dos famosos que estão em Ibiza, e posou ao lado da socialite
EGO
Se vai ser demitido ou não do Barcelona como vários sites de notícia estão dando como certo, Daniel Alves não parece preocupado. Recém-separado na namorada Thaíssa Carvalho, o jogador está curtindo férias após a Copa do Mundo em Ibiza, claro.

Batendo ponto nas praias e nos points bombados do balneário, Daniel Alves curtiu noite dessas uma balada com Paris Hilton. O jogador foi fotografado ao lado da socialite e de Álvaro Garnero Filho, apontado como affair da loira.

terça-feira, 29 de julho de 2014

Pai de Neymar nega orgia e processa ex-presidente do Santos

Pai de Neymar nega orgia e processa ex-presidente do Santos (Crédito: Divulgação)
Neymar da Silva Santos, pai de Neymar Junior, atacante da Seleção Brasileira, abriu processo contra Luis Álvaro Ribeiro, ex-presidente dos Santos. Laor, como é conhecido, declarou que o pai de Neymar era um mentiroso e que a negociação com o Barcelona havia envolvido uma orgia com prostitutas em Londres.
Ele se defendeu e quer uma indenização de R$ 20 mil por danos morais. A carta diz: "Responsável por orgias, mercenário, irresponsável... Prostituição, mau-caráter, mentiroso, duas caras... São tantos adjetivos que conduzem à inarredável conclusão que o réu (Luis Álvaro) injuriou e difamou o autor (Neymar pai), com a intenção de ofendê-lo pessoalmente com propósito espúrio e evidentemente desabonador", explicam os advogados na ação, em carta publicada pela ESPN.com.br.
As denúncias de Laor complicaram ainda mais a negociação nebulosa entre Neymar e Barcelona. Após o presidente Sandro Rosell deixar o cargo, o Barcelona divulgou um acréscimo que 40 milhões de euros ao negócio, que oficialmente havia custado 46 milhões de euros.
O excedente foi descoberto depois e pago diretamente à empresa do pai de Neymar. Parte desse dinheiro foi pago anos antes da operação ser concluída, o que foge das regras da Fifa. Rosell e Neymar pai são investigados por terem sonegados os impostos desta operação paralela.



Fonte: Yahoo Brasil

Adeus, Ronaldinho: após dois anos e dois meses, craque está fora do Galo

Saída amigável é definida em reunião entre a diretoria do Atlético-MG e Assis, irmão do jogador

Globoesporte.com
Vinte e oito de julho de 2014. Será sempre a data lembrada pelo torcedor do Atlético-MG como aquela em que Ronaldinho Gaúcho, um dos maiores ídolos da história do clube, encerrou seu ciclo vitorioso no alvinegro. Após uma reunião entre a diretoria e o irmão e empresário do jogador, Roberto Assis, na manhã desta segunda-feira, ficou definida a rescisão amigável do contrato, que deveria durar até o fim da temporada. O desejo partiu do próprio meia, que concederá entrevista coletiva na próxima quarta-feira, quando anunciará o seu futuro. Pendurar as chuteiras está fora de cogitação, segundo Assis.

- Ele joga até os 42. O futuro vamos revelar para vocês na quarta-feira - brincou o empresário, em conversa rápida nesta segunda.

Participando do programa Arena Sportv, o técnico Levir Culpi foi perguntado se contava com R10 para o restante da temporada e mostrou que já sabia do futuro do meia.

- Não. Não conto mais com Ronaldinho. A notícia que eu recebi é que ele já teria assinado a rescisão de contrato. Esta é a noticia oficial que eu recebi. Então terminou o ciclo do Ronaldinho conosco, infelizmente. Porque ele é um ídolo de todos nós. Todo mundo gosta do seu futebol, da maneira como ele joga, ele é muito carismático. Mas é assim que funciona, ele está saindo e a gente vai seguir sem ele - afirmou Levir.

O último jogo de Ronaldinho Gaúcho foi diante do Lanús-ARG, pelo segundo jogo da Recopa Sul-Americana, quando o Atlético-MG conquistou o título inédito da competição. Depois, foi liberado para participar do jogo de despedida do meia luso-brasileiro Deco, em Portugal, que ocorreu na última quinta-feira. O meia disse ter perdido o voo e permaneceu no Brasil. Por causa da viagem, R10 havia sido liberado do jogo do Atlético-MG contra o Sport e dos treinos até a próxima terça-feira.

Porém, por não ter viajado, a diretoria atleticana e o técnico Levir Culpi esperavam que o jogador voltasse aos treinos na sexta-feira, o que não aconteceu. A situação estremeceu a relação, que já não estava boa por causa do baixo rendimento do meia com a camisa alvinegra em 2014.

Mas a situação não deverá manchar a imagem deixada por Ronaldinho diante da torcida atleticana. Em 88 jogos, com 28 gols, ele contribuiu para que o Atlético-MG elevasse seu status no cenário internacional, conquistando a Libertadores de 2013 e a Recopa Sul-Americana nesta temporada, títulos inéditos na história do clube. Além disso, o jogador conquistou o Campeonato Mineiro do ano passado e foi vice-campeão Brasileiro em 2012.

O certo é que Ronaldinho deixará saudades na torcida atleticana, que depositou as esperanças no jogador de dias melhores pelo clube e teve como recompensa títulos, gols e momentos felizes durante os dois anos, um mês e 24 dias que o atleta permaneceu no Galo.